segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

ossos de tijolo

não é que não há nada para ser escrito
pelo contrário

eu poderia falar dos moleques aqui do play
falando alto
e já é madrugada

ou da noite
falar de como está quente
repetir de novo aquela estória de
"a cidade dorme"
ou outra merda qualquer

de qualquer forma não ligo
to pouco me lixando

a gente continua a falar
ou escrever
para escreviver
serestar na madrugada
quase nada

não é que tudo tenha que ser escrito
mas quase

eu tive um professor
um mestre
chamado Evaldo
e ele escreveu um livro chamado
"Retalhos do Quase Nada"

eu gostei muito desse título
gosto até hoje

o manoel já disse que escrever nadas
ajuda a gente a ficar mais cheio de ocaso

de noite, na parede do quarto, os ossos de tijolo do prédio exalam ócio

2 comentários:

  1. Parece o que sinto acontecer agora, mas sem essa habilidade com as palavras. Adorei

    ResponderExcluir