sábado, 5 de junho de 2010

Não tente ler se você é escroto

http://cinzasdapoesia.blogspot.com/

Álvaro, além de amigo, é poeta, dos mais viscerais que eu conheço.

Sua visão de mundo vem doente dele, vem suja dele, como todo bom poeta suja o mundo, ele não se contenta com a melancolia e viaja no humor, dando uma rasteira no sentido.

Cada intestino delgado e bíle do seu metabolismo acaba por mastigar e vomitar as palavras.

Por favor, se você for escroto, não tente ler. Não tente entender.

São poetas como o Álvaro que desafiam a nossa idiotice, a nossa babaquice, de querer entender o mundo,

e nos propõem simplesmente vivê-lo.

5 comentários:

  1. Sou escrota mas vou ler mesmo assim.

    ResponderExcluir
  2. Tem que ler, quem lê o blog dele se torna menos escroto.

    ResponderExcluir
  3. Sou totalmente escroto! hahaha Pra mim é um baita puxão de orelha: vivo criando teorias para viver o mundo.
    Ser escroto pesa, ler esses textos me faz flutuar.
    Mto bom!

    ResponderExcluir